Desafio de eliminação em três rounds definiu quem saiu neste episódio - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Harmonizações

Masterchef Brasil 6 – 6º episódio

Quer receber dicas e acompanhar os destaques da semana no seu e-mail? Cadastre-se no Clube Cerveja & Gastronomia!

* campo obrigatório

Ânimos exaltados, hoje, na prova de equipes, o que se refletiu também na prova de eliminação. Faltou controle dos participantes e pensamento de equipe. O resultado foi muita gritaria e falta de paciência. Veja como foi o 6º episódio da 6ª temporada, exibido em 28 de abril de 2019.

A prova em equipe hoje foi muito chique. Eles tiveram que cozinhar para 80 pessoas, entre músicos e convidados da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo. Um desafio de arte e de equilíbrio emocional – o que nossos participantes desta temporada ainda não mostraram.

O cardápio deveria ser de finger food, três tipos que representem uma entrada, um prato principal e uma sobremesa, transformando pratos de comida de rua em comidinhas sofisticadas para um evento. Finger Food é aquele tipo de comidinha que você come com as mãos, quase que em uma mordida, dispensando o uso de pratos e talheres.

Prova em grupo precisa de mais controle emocional dos participantes - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Prova em grupo precisa de mais controle emocional dos participantes – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Eduardo R. teve como opção escolher as pessoas com quem ele não queria cozinhar na mesma equipe. Lorena ficou no outro grupo (cor azul) e foi escolhida como líder – em uma eleição que não foi unânime. O grupo de Lorena teve a vantagem de ser o primeiro a entrar no mercado, mas também seria o primeiro a servir.

Grupo azul foi liderado pela Lorena, que enfrentou a falta de união dos participantes - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Grupo azul foi liderado pela Lorena, que enfrentou a falta de união dos participantes – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

O primeiro prato foi uma moqueca de banana com camarão do time azul.

A coxinha com carne seca foi a entrada do time vermelho.

Na segunda rodada o time azul levou uma rabada com purê e farofa.

O time vermelho levou arroz de barriga de porco com pururuca.

A sobremesa começou com uma cocada cremosa.

E para fechar, um bolo cremoso de chocolate com redução de laranja.

Ao total foram 58 votos para a equipe azul e 22 para o time vermelho, levando o time de Eduardo R. para a prova de eliminação.

Lorena, líder do time que venceu, se tirou da prova e indicou o André e o Eduardo M. para fazer a prova de eliminação. Os outros participantes subiram para o mezanino. Eduardo R., do time que perdeu, se salvou e escolheu o Helton para subir ao mezanino com ele.

Na prova dividida em três rounds, os jurados escolheram pratos feitos com farinha de trigo, o preferido de cada um.

Na primeira rodada, as empanadas foram escolhidas pela Paola. Eles tiveram 45 minutos para preparar duas empanadas.

Empanadas foram o desafio do primeiro round - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Empanadas foram o desafio do primeiro round – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Eduardo, Rodrigo, Nathália e Juliana foram os destaques deste primeiro round. Rodrigo fez a melhor empanada e venceu esta etapa, mas todos os quatro subiram ao mezanino.

O Petit Gateau, o bolo cremoso por dentro, foi o prato do segundo round, escolhido pelo chef Jacquin.

Outro round foi com o Petit Gateau, escolha do chef Jacquin - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Outro round foi com o Petit Gateau, escolha do chef Jacquin – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Os participantes até acertaram o ponto cremoso, mesmo errando o ponto do bolo. André e Haila foram elogiados e subiram ao mezanino, vencendo a segunda etapa.

Para o último round, Marcus e Renan na disputa para saber quem continua no programa. A escolha do chef Fogaça é um suflê de goiabada. Prato cheio de técnica que exige muito conhecimento dos participantes. Nenhum dos dois já havia feito antes e eles tinham que aprender em 20 minutos.

O desafio técnico mais difícil fechou a prova de elminação com o suflê doce de goiabada - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
O desafio técnico mais difícil fechou a prova de elminação com o suflê doce de goiabada – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Os dois tiveram problemas com a receita e nenhum conseguiu entregar um suflê como deveria, visualmente e estruturalmente falando.

Os jurados escolheram o suflê do Renan pelo sabor. Ele ficou muito emocionado e foi muito bonito ver como ele comemorou sem se desfazer do Marcus. Uma coisa bem bacana de se ver!

Marcus acabou sendo eliminado e fez um discurso emocionante para os chefes na despedida.


Veja também os resumos dos outros episódios desta temporada. Na próxima semana tem mais dicas de estilos de cerveja para harmonizar com os pratos vencedores do Masterchef Brasil – 6ª temporada.

Nas próximas três semanas o resumão vai ser publicado com atraso. Voltamos com os comentários ao vivo, pelo Twitter @cervejaegastro no dia 20 de maio.

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *