Poke de Juliana garantiu a vitória dela na prova de eliminação - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Harmonizações

Masterchef Brasil 6 – Episódio 7

Durante esta e nas próximas duas semanas, os resumos do Masterchef Brasil vão ser publicados com atraso, enquanto estou viajando de férias.

Quando vi o episódio confesso que curti muito a prova. Masterchef é um jogo e toda vez que força os participantes a fazer escolhas eu acho importante para tirar o clima de paz e amor e trazer mais tensão para a cozinha.

Veja o resumo do 7º episódio da 6ª temporada, exibido em t de maio de 2019.

Na prova da caixa misteriosa cada participante tinha que escolher 10 ingredientes para o colega que estava indicado debaixo da caixa, na bancada onde estava. Em 1 hora eles tinham que criar um prato que usasse pelo menos 3 dos ingredientes da caixa montada.

Mais uma vez uma prova de organização e controle emocional. Talento todos têm. Mas a gente que acompanha há algum tempo sabe que não é isso que o Masterchef mede apenas né?

Nesta prova Helton jogou (sem julgar se foi um jogo justo ou não) e se deu bem com seus ingredientes, ganhando a prova. Ele recebeu ingredientes escolhidos pela Lorena e teve bons elogios dos jurados.

Ele preparou um pato ao molho de maracujá com cuscuz e crispy de alho-poró. Nossa sugestão de cerveja é uma American Wheat ou uma Ipa com maracujá. As duas vão acentuar os cítricos do prato, ressaltando o sabor do pato.

Prato preparado por Helton garantiu o mezanino - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Prato preparado por Helton garantiu o mezanino – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Ecatharin, Andre e Eduardo R. também foram bem e subiram ao mezanino.

Antes da prova que tiraria um participante da disputa, o Masterchef resolveu fazer uma gracinha e preparou uma miniprova. Só participaram os medianos e Helton ainda ganhou o poder de tirar alguém da miniprova e mandar direto para a prova de eliminação. 

O desafio aqui era preparar uma massa. Lorena decidiu explorar os sabores que ela conhecia e fez um pesto de coentro e castanha de caju. O prato acertou em cheio no paladar dos jurados e deu a vitória para Lorena, que também garantiu um lugar no mezanino.

Na prova de eliminação, Ravi voltou à cozinha do Masterchef, mas desta vez para ensinar sobre o Poke, um prato hawaiano que tem feito sucesso nas capitais brasileiras e mundo afora. No geral o poke (fala “pô-quê”) é um prato servido em um bowl com vários alimentos cortados em pedaços. Esse inclusive é o significado da palavra poke. No paladar é conhecido pela explosão de sabores, já que o prato leva arroz, peixe fresco, vegetais, frutas e legumes.

As cervejas que mais combinam com o poke, na minha opinião, são aquelas que podem acrescentar uma camada de sabor ao prato. Assim eu prefiro usar as cervejas mais leves, que tenham acidez e toques de fruta, por exemplo, como do estilo Catharina Sour. Uma Fruit Beer também pode harmonizar, dependendo dos ingredientes usados. 

O poke vencedor foi o de Juliana. Segundo os jurados tinha tudo que precisava ter em um poke. Natália não teve a mesma sorte, errou na quantidade de vinagre do arroz e foi eliminada. 

Poke de Juliana garantiu a vitória dela na prova de eliminação - Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef
Poke de Juliana garantiu a vitória dela na prova de eliminação – Foto: Carlos Reinis/Band/Masterchef

Veja também os resumos dos outros episódios desta temporada. Na próxima semana tem mais dicas de estilos de cerveja para harmonizar com os pratos vencedores do Masterchef Brasil – 6ª temporada.

E lembre-se: todo domingo, durante o programa, ao vivo, você acompanha e comenta no Twitter @cervejaegastro, Na segunda o resumo é publicado aqui no site. Comente o que você achou das nossas sugestões de harmonização!

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *