Pilsen é uma cerveja dourada, cristalina e com espuma branca - Foto: Reprodução/Pilsner Urquell
Harmonizações

O que combina com Pilsen?

Já vi muita gente fazer cara feia para uma cerveja Pilsen. É um dos estilos de cerveja mais consumidos em todo o mundo. Mas é importante não misturar a Pilsen original, com as Pilsens massificadas, produzidas comercialmente em larga escala, que são consideradas light beers. Quem vira a cara para uma boa Pilsen não sabe o que está perdendo. É uma cerveja delicada, saborosa, aromática e muito refrescante. Por ser simples, tem muitas opções de harmonização, como você vai ver nesta reportagem!

História

O estilo Pilsen surgiu na região da Boêmia, hoje na República Tcheca (nos arredores de Praga), e foi aperfeiçoado na Alemanha. Em 1842 um monge levou leveduras Lager de Munique para a cidade de Pilsen e entregou para Josef Groll, um cervejeiro da Baviera que vivia na cidade. Ele tinha viajado para a Inglaterra e conheceu as técnicas da produção do malte claro. De volta, ele conseguiu tornar o malte ainda mais claro, o que resultou em uma cerveja ainda mais dourada.

Era um fato inédito – na época as cervejas alemãs eram escuras e turvas. E Josef Groll apresentava uma cerveja linda, dourada e reluzente! No sabor, o uso do lúpulo Saaz, produzido na região, marcava o amargor e o aroma característico, sem falar no sabor de pão realçado pelo uso de malte claro. Em cima do líquido dourado havia ainda uma espuma branca, que chamava a atenção de quem bebia.

Pilsen é uma cerveja dourada, cristalina e com espuma branca - Foto: Reprodução/Pilsner Urquell
Pilsen é uma cerveja dourada, cristalina e com espuma branca – Foto: Reprodução/Pilsner Urquell

Mas por que esses atributos visuais foram tão marcantes neste período? É que até aquela época, as pessoas bebiam em copos opacos, de metal ou em jarras de couro. Como a cerveja não era visualmente atraente, esse fator não fazia diferença. Apenas os ricos bebiam em copos de vidro. Mas com a revolução industrial, a produção de vidro ficou mais barata e logo atraiu a classe média, afinal, copos de vidro eram vistos como um item de luxo.

A cervejaria de Josef Groll logo ficou logo conhecida por toda a europa como a cerveja dourada e brilhante da cidade de Pilsen. Assim surgiu a Pilsner Urquell, que significa “cerveja original de Pilsen“.

Um dos primeiros caminhões de cerveja da Pilsner Urquell - Foto: Reprodução/Cervejaria Pilsner Urquell
Um dos primeiros caminhões de cerveja da Pilsner Urquell – Foto: Reprodução/Cervejaria Pilsner Urquell

De cor dourada, tem amargor de lúpulos bem pronunciado, aroma floral e um sabor de pão de malte. Na boca, o final é bem seco, restando apenas uma ponta de amargor e gosto de cevada. O teor alcoólico está na faixa dos 5%.

Como harmonizar?

A Pilsen é uma cerveja bem pura e simples no sabor. Não tem frutas, condimentos, maltes torrados – nada que se destaque ou se sobressaia aos demais ingredientes. Nem por isso é uma cerveja que deve ser desprezada na hora de harmonizar, principalmente levando em conta o poder refrescante da bebida, que ajuda muito no verão brasileiro!

O amargor e a carbonatação ajudam em pratos picantes – como os indianos e vietnamitas, enquanto a doçura do malte ajuda a diminuir a sensação da pimenta. O prato só não pode ter notas doces acentuadas. Frango com curry, por exemplo, é uma boa combinação para a Pilsen.

Comida mexicana também combina bem com uma Pilsen, principalmente se for um tira-gosto, como salsa, feijão, sour cream, acompanhados de uma tortilla. A carbonatação ajuda a limpar a boca, enquanto o lúpulo realça o sabor do cominho e do coentro.

Comida mexicana é uma das opções de harmonização com Pilsen - Foto: Natasha Bhogal/Unsplash
Comida mexicana é uma das opções de harmonização com Pilsen – Foto: Natasha Bhogal/Unsplash

Outra combinação boa é com frutos do mar. Por ser uma cerveja bem leve, não briga com os também delicados sabores de camarões e peixes, por exemplo. Uma porção de camarão frito desce super bem com uma Pilsen. O salmão é um peixe que combina com a bebida, pois o amargor da cerveja permite suportar a oleosidade do peixe, quando servido de forma grelhada. A ressalva aqui para os frutos do mar vai para mariscos e vierias – eles têm o sabor muito forte e acabam passando por cima da delicada Pilsen.

Presuntos tipo parma também harmonizam com a Pilsen. O salgado da carne é equilibrado pelo dulçor do malte e pelo amargor do lúpulo, permitindo que você aproveite mais o sabor da carne.

Para quem gosta de salgadinhos fritos, a boa notícia é que a Pilsen vai bem com praticamente todos. Uma coxinha, um risole, quibe – todos se aproveitam das qualidades da cerveja para equilibrar o sal e a gordura da fritura.

Uma harmonização bem clássica, principalmente para quem conhece Belo Horizonte, é da cerveja Pilsen com um tira-gosto muito famoso, vendido no Mercado Central: fígado com jiló acebolado. É uma daquelas combinações que fazem parte da história do lugar e que funcionam sempre.

E você? O que gosta de comer quando bebe uma Pilsen? Conte pra gente aqui nos comentários!


A série de artigos “O que combina” mostra sempre algumas opções de pratos que harmonizam com um estilo de cerveja. Além da IPA, já fizemos um artigo sobre o estilo Weiss. Veja aqui neste link todas as reportagens desta série.

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *