Cena do filme "O Gênio e o Louco" e a Dica de cerveja "Enter Night" em homenagem ao Metallica - Foto: Montagem com Divulgação/Imagem Filmes e Divulgação/Stone Brewing Berlim
Cinema no Cerveja e Gastronomia

Cinema: O Gênio e o Louco

Quem é o Gênio e quem é o Louco? Me fiz essa pergunta durante todo o filme e, ao final, preferi ficar com a dúvida. Afinal, os dois personagens principais do filme “O Gênio e o Louco”, distribuído pela Imagem Filmes, intercalam momentos de extrema lucidez com a mais alta genialidade. Esta é a dica da coluna de cinema desta semana, publicada excepcionalmente no domingo.

Quem é o gênio e quem é o louco? - Foto: Distribuição/Imagem Filmes
Quem é o gênio e quem é o louco? – Foto: Distribuição/Imagem Filmes

O filme tem aquele clima de “Downtown Abbey” e logo de cara já impressiona pelo figurino e pela fotografia muito bem conduzida. Não tem nada de inovadora – as imagens são descritivas e isso é muito bom para a sequência do filme.

“O Gênio e o Louco” é inspirado em uma história real e estreia nesta semana. O filme fala do surgimento do dicionário Oxford, um dos mais importantes da língua inglesa. Na época houve a participação de um preso, norte-americano, fato que causou um escândalo na sociedade inglesa.

Eu adoro o trabalho de Sean Penn e ele está incrível no filme. Vale ver principalmente por causa dele. O elenco acompanha e parece trabalhar para que Sean possa brilhar em suas cenas. A foto que abre esta coluna, dele conversando com o personagem vivido por Mel Gibson é de uma das minhas cenas preferidas. Não vou dar detalhes para não estragar a surpresa, mas este encontro é uma aula de atuação e de sensibilidade – aliás, característica que anda muito em falta hoje em dia.

Cena do filme "O Gênio e o Louco" - Foto: Distribuição/Imagem Filmes
Cena do filme “O Gênio e o Louco” – Foto: Distribuição/Imagem Filmes

Para quem vai ao cinema, não queira encontrar um filme ágil. Não é este tipo de história. Mesmo assim não é um ritmo que se arrasta. Vale muito ver e é difícil não se emocionar com as cenas finais, quando você vê as fotos reais destes personagens.

Ficou curioso? Veja o trailer:

O que beber?

A dica de cerveja hoje é mais uma curiosidade do que uma dica em si. É que a cerveja que vou comentar foi lançada na semana passada na Alemanha e em 29 países da Europa e não há previsão para ser vendida no Brasil. Mas em meio a uma pequena polêmica, achei que valia trazer o assunto aqui na coluna.

A cerveja “Enter Night”, produzida pela Stone Brewing Berlin é uma parceria com a banda Metallica. A cerveja é do estilo Pilsner, tem 5,6% de álcool e 45 de IBU. Esse amargor não é comum ao estilo, o que torna essa cerveja algo curioso para provar.

Neste rotulo há ainda o dry hopping, que (explicando de forma muito simplificada) é a adição de lúpulos depois da fervura, o que permite extrair óleos e aromas do lúpulo. Assim esses aromas não se perdem na etapa anterior, deixando a cerveja bem cheirosa.

Aqui neste link você tem várias sugestões de pratos para harmonizar com uma cerveja do estilo Pilsen.

O lançamento foi um sucesso mas foi sucedido logo de uma notícia de mercado! É que a Stone Brewing é uma cervejaria norte-americana que estava investindo na sua filial europeia (a Stone Brewing Berlin, que lançou a cerveja da banda Metallica), mas, por motivos que não foram divulgados, ela decidiu vender toda a fábrica e operação de Berlim para a europeua BrewDog. O resultado foi um balde de água fria em quem esperava que a cerveja “Enter Night” pudesse ser distribuída fora da Europa.

Cerveja do Metallica "Enter Night" é uma Pilsen com Dry Hopping - Foto: Divulgação/Stone Brewing Berlim
Cerveja do Metallica “Enter Night” é uma Pilsen com Dry Hopping – Foto: Divulgação/Stone Brewing Berlim

Toda sexta-feira você vai encontrar, aqui, nesta coluna, uma indicação de filme e de um rótulo de cerveja. Mas quais os critérios para a escolha dos filmes e das cervejas? Veja aqui como é feita a nossa coluna semanal. Você também pode ler as colunas anteriores.

E o que você achou deste filme e da cerveja? Escreva aqui nos comentários e compartilhe sua opinião com a gente!

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *