Prova de eliminação exigiu técnica em quatro rounds, com o uso de ovos diferentes a cada etapa - Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band
Harmonizações

Masterchef Profissionais 3 – 5º episódio

Quer receber dicas e acompanhar os destaques da semana no seu e-mail? Cadastre-se no Clube Cerveja & Gastronomia!

* campo obrigatório
Harmonizações com cervejas - Masterchef e Cervejae Gastronomia

Já estamos no quinto episódio do Masterchef Brasil Profissionais e, toda semana, acompanhamos os pratos apresentados no programa, sugerindo um estilo de cerveja para harmonizar.

Você pode comentar o Masterchef, ao vivo com a gente, pelo Twitter @cervejaegastro ou ler, logo depois, o resumo do episódio aqui no site.

Mas não é um simples resumo: usando estilos de cerveja, os pratos vencedores são harmonizados. Tudo para você se divertir com a gente neste exercício de sommelier!

Veja agora os destaques do 5º episódio do Masterchef Brasil Profissionais, exibido em 18 de setembro de 2018:

Na primeira prova os participantes foram divididos em dois times - Reprodução/Masterchef/Band
Na primeira prova os participantes foram divididos em dois times – Reprodução/Masterchef/Band

A primeira prova era em grupo. Ana Paula Padrão apresentou aos participantes o “Bar Masterchef”. Nesta prova eles tiveram que usar a criatividade para reinventar e fazer comida de boteco no padrão Masterchef.

Manoela é a primeira capitã, por ter vencido a prova da semana passada e coube a ela escolher sua concorrente. Ela escolheu Simone como capitã do time vermelho. A partir daí, cada capitã escolhia com quem não queria trabalhar, indicando o escolhido para o time adversário. Uma excelente oportunidade para sabermos como andam as relações pessoais e os grupos entre os participantes.

Eles tiveram 2 horas e meia para preparar 3 tipos de finger food, servidos com cerveja para 80 convidados. A cerveja era do estilo Pilsen e aqui no blog a gente já fez um post bem legal com dicas de harmonização com este estilo.

O maior desafio, além do trabalho em equipe, foi o tempo. O time vermelho se confundiu bastante e enfrentou muitos problemas de comunicação.

Venceu o time azul, com 68 votos contra 12 do vermelho. Eles serviram um bolinho de bacalhau “amoquecado”,  asinha de frango com molho barbecue e ragu de linguiça com picles de cebola e espuma de batata.

Na prova em grupo os participantes fizeram três petiscos de boteco para servir com cerveja - Foto: Prova de eliminação exigiu técnica em quatro rounds, com o uso de ovos diferentes a cada etapa - Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band
Na prova em grupo os participantes fizeram três petiscos de boteco para servir com cerveja – Foto: Prova de eliminação exigiu técnica em quatro rounds, com o uso de ovos diferentes a cada etapa – Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band

De volta ao estúdio, o time azul foi todo salvo da prova de eliminação. A capitã do time vermelho, Simone, salvou Thales, depois de ouvir a avaliação dos jurados. Willian e Heaven também foram destacados positivamente pelos jurados.

Na prova de eliminação, o ingrediente era o ovo, preparado em quatro etapas.

No primeiro round, foi usado o ovo de codorna. Eles tiveram que entregar 5 ovos fritos e 5 ovos poché em 15 minutos. Além do tempo, eles tinham apenas 12 ovos para preparar 10, ou seja, a margem de erro era muito pequena. Simone não conseguiu entregar a tempo, nem foi avaliada, indo direto para a segunda etapa.

Heaven fez os melhores ovos e subiu para o mezanino, como vencedora da primeira etapa.

No segundo round, o desafio era com ovo de pata e eles deviam fazer o ovo mollet perfeito, com ou sem acompanhamento, em apenas 15 minutos. Para isso eles receberam 2 ovos e o mercado ficou aberto durante o tempo todo.

Paulo não conseguiu cozinhar os ovos e não entregou nada, indo direto para a terceira prova. Quem se deu bem nesta etapa foi Willian, que fez como acompanhamento folhas de beterraba, equilibrando a untuosidade do ovo de pata.

No terceiro round, o ovo era de galinha caipira. Eles tiveram que fazer fios de ovos em 20 minutos. Adriana conseguiu terminar a prova com capricho e subiu para o mezanino. Paulo não entregou novamente e ele foi com Simone para o último round.

A última etapa da prova de eliminação usou um ovo de avestruz. Cada participante tinha apenas um ovo e eles tinham que fazer dois pratos: um com a clara e outro com a gema. Tudo isso em 40 minutos. Com certeza, uma das provas técnicas mais difíceis do programa.

Simone e Paulo tiveram dificuldades para quebrar a casca e separar a gema da clara. Depois disso, cada um seguiu para um lado para tentar finalizar o prato com o tempo que sobrou.

Simone não acertou a mão no sabor e foi eliminada. Paulo, mais técnico, acabou se garantindo por mais uma semana no programa. O destaque dele foi uma “clarioca” com queijo coalho (tipo uma tapioca feita com a clara), que ficou bonita e saborosa, segundo a avaliação dos jurados.

Simone, a capitã da primeira prova de grupo, não conseguiu passar pela prova técnica e foi eliminada - Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band
Simone, a capitã da primeira prova de grupo, não conseguiu passar pela prova técnica e foi eliminada – Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band

Veja também os resumos dos outros episódios desta temporada. Na próxima semana tem mais dicas de estilos de cerveja para harmonizar com os pratos vencedores do Masterchef Brasil Profissionais.

Acompanhe a gente no Twitter @cervejaegastro, durante o programa, toda terça, ao vivo e comente aqui no blog o que você achou das nossas sugestões de harmonização!

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *